DicasLinuxNoticiasSegurançaWindows

Aos 34 e 12 anos depois!

shutterstock_30374821

É difícil lembrar quando realmente me despertou a ideia de ser empreendedor. Cresci com minha avó sendo dona de um boteco e vendendo doces na porta de um colégio na periferia da zona norte de São Paulo.

Ali vi de tudo um pouco, aprendi a dirigir “na marra”, aprendi a fazer contas rapidamente, mas nunca aprendi a negociar pois o negócio da minha avó não tinha esse tipo de situação, o vendedor chegava, oferecia o que tinha e ela comprava o que precisava. Na hora de vender era quase que necessário fazer o preço que os outros comércios da região ofereciam. Assim minha formação ficava incompleta. Mas no dia-a-dia, fui vendo e fazendo de tudo um pouco.

Já casado e cursando manutenção em computadores comecei a prestar serviços a conhecidos, anos depois já com alguns clientes decidi abrir formalmente a Bio’s Bug Informática.

O nome da empresa veio, de Bill, um apelido de criança de onde cresci e da junção com BIOS de computador, componente que controla o hardware ao ligar ou fazer o post como tecnicamente falamos, e BUG termo que estava em alta na época, visto a proximidade com o ano 2000, onde os computadores sofreriam um erro devido a data.

Ali vi minha primeira oportunidade, vários sistemas com problemas devido ao Bug do milênio poderiam parar, essa historia era alastrada pela mídia, comprei meia duzia de programas e sai pelas empresas a fazer reparo e reinstalar programas desatualizados. Ganhei muito dinheiro.

Logo depois, quis fazer o nome da empresa conhecido e aumentar a carteira de clientes, contratei pessoas para realizarem ligações telefônicas para empresas, e com frases que eu desenvolvia, elas repetiam em muitos contatos, o que deu muito certo.

Anos mais tarde, as coisas não andavam muito bem, era o ano de 2007, nossa empresa vendia produtos, mas alguns contratos de prestação de serviços não  foram renovados naquele ano, foi então que decidi me arriscar com uma loja física e ter a oportunidade de mais pessoas acessarem meus serviços. Sim, fizemos isso com muito sucesso, escolha do ponto parecia bom, tinha fluxo de pessoas “a pé” pelo local, e tinha uma concorrência que ajudava, pois eramos todos iguais, lojas de rua.

Nos diferenciamos de todos com planos de fidelidade, aumentei o estoque e sempre tinha material a pronta entrega, isso nos deu folego maior que nossos concorrentes, que foram desaparecendo; eu imaginava está no caminho certo e não observava que nosso DNA era prestação de serviço e cada vez mais me dedicava a compra e venda, mas com pouca ou nenhuma negociação, visto a falta de capital e falta de experiencia. Como não comprava negociando, restava pouca margem pra negociar nas vendas.

Sim, fiz mudanças tributarias, fiz parcerias com distribuidores notáveis, pois aprendi a não oferecer nada que não compraria para minha família. Então, sempre ofereci o que era de melhor dentro de nossa realidade.

Certo dia, notamos que nosso estoque estava sendo mantido pelos contratos de serviços que não tinha nada a ver com a loja, então, percebemos que nossa história e expertise era mesmo a prestação de serviços. Mudamos tudo mais uma vez. E corajosamente estamos dando esse pequeno passo e evitamos assim, uma queda onde deixaríamos órfão, nosso filho primogênito, os clientes da nossa assistência técnica!

Assim, em 2013 encerramos nossas atividades na Loja Física e Loja OnLine.

Para 2014 reformulamos e reforçamos nosso potencial em atender com prestação de serviços.

Hoje retornamos nosso Blog e em breve teremos muitas novidades aqui e em nossos canais de comunicação no Twitter e Facebook.

Sucesso e sejam felizes.

Roberson Miguel.